MAR DE VINHEDOS

A Quinta de Ervamoira, no Douro Superior, vista de três pontos distintos: de longe, desde o Miradouro de São Gabriel, em Castelo Melhor; mais de perto, da estrada que leva ao sítio arqueológico de Penascosa; e bem de pertinho, ou melhor, lá … Continuar lendo

QUINTA DE ERVAMOIRA

Ervamoira, a primeira quinta vinhateira do Douro a receber o título de patrimônio mundial, em 1998. A propriedade da Ramos Pinto fica dentro do Parque Arqueológico do Vale do Côa, bem em frente ao sítio conhecido como Penascosa, do outro lado do rio.

Dá para acreditar que um lugar tão bonito esteve à beira de ser riscado do mapa? Sua morte chegou a ser anunciada: Ervamoira desapareceria sob as águas do lago que ali se formaria por causa da construção de uma barragem. Com a descoberta das gravuras rupestres, a obra foi interrompida – para nunca mais ser retomada. Sorte minha, que já estive lá e pretendo voltar em breve. Sorte sua, que também já foi ou ainda vai. Sorte da humanidade.

A propriedade da Ramos Pinto fica bem em frente ao sítio arqueológico de Penascosa

A propriedade da Casa Ramos Pinto fica bem em frente ao sítio de Penascosa, do outro lado do Côa

© Foto: Eduardo Lima / Walkabout – Todos os direitos reservados

BONITO POR NATUREZA

BONITO POR NATUREZA

De volta ao Vale do Côa, mas sem gravuras rupestres. Desta vez, quero mostrar um pouco da beleza do lugar. Começando pela foz do rio que lhe empresta o nome. O que se vê na imagem é o Côa desembocando no … Continuar lendo

A IMENSIDÃO DO DOURO

“Obra conjunta da natureza e do homem”, “uma partitura de socalcos”, “paisagem imensa que efetivamente nos assombra”. É assim que o apresentador deste doc, Manuel de Novaes Cabral, define o Alto Douro Vinhateiro. Ele sabe do que está falando. É presidente do IVDP (Instituto dos Vinhos do Douro e do Porto), órgão público que regulamenta a produção e controla a qualidade do vinho em toda a região demarcada. Em tempo: este é mais um episódio da série Património Mundial, exibida pela RTP2.