OCEANÁRIO DE LISBOA

Eu adoro esse lugar. Desde criança, sou maluco por vida marinha. Não por acaso, acabei virando mergulhador e fotógrafo subaquático. Natural, portanto, que eu considere o Oceanário de Lisboa uma daquelas atrações que não se deve perder em hipótese alguma. … Continuar lendo

ALTO DE VARGELAS

“Quem subir ao Alto de Vargelas ficará com a certeza de que chegou ao ponto mais belo do céu. O Douro visto daquele píncaro é o paraíso prometido em todas as lições de catequese. É grandiosamente belo. As montanhas entrelaçam-se, … Continuar lendo

BELÉM POR PESSOA

“(…) O espanto do turista começa quando o barco se aproxima da barra e, depois de passar o farol do Bugio – a pequena torre-guardiã na embocadura do rio, construída há três séculos sobre planta de Frei João Turriano – lhe aparece … Continuar lendo

TORRE DE BELÉM EM P&B

Aqui vai um conjunto das melhores imagens produzidas durante minha visita à Torre de Belém em outubro de 2015, no final da quarta etapa de documentação fotográfica do projeto Portugal – Patrimônios da Humanidade. Todas em versão preto-e-branco, dando continuidade … Continuar lendo

RIQUEZA E PROFUNDIDADE

RIQUEZA E PROFUNDIDADE

Douro, entre Peso da Régua e Pinhão. Vê o afloramento rochoso no primeiro plano? É xisto, o ingrediente típico do solo duriense. Rocha metamórfica, fortemente laminada. Por entre as lâminas, a água da chuva penetra, e vai se acomodando lá embaixo, a vários … Continuar lendo

QUINTA DE ERVAMOIRA

Ervamoira, a primeira quinta vinhateira do Douro a receber o título de patrimônio mundial, em 1998. A propriedade da Ramos Pinto fica dentro do Parque Arqueológico do Vale do Côa, bem em frente ao sítio conhecido como Penascosa, do outro lado do rio.

Dá para acreditar que um lugar tão bonito esteve à beira de ser riscado do mapa? Sua morte chegou a ser anunciada: Ervamoira desapareceria sob as águas do lago que ali se formaria por causa da construção de uma barragem. Com a descoberta das gravuras rupestres, a obra foi interrompida – para nunca mais ser retomada. Sorte minha, que já estive lá e pretendo voltar em breve. Sorte sua, que também já foi ou ainda vai. Sorte da humanidade.

A propriedade da Ramos Pinto fica bem em frente ao sítio arqueológico de Penascosa

A propriedade da Casa Ramos Pinto fica bem em frente ao sítio de Penascosa, do outro lado do Côa

© Foto: Eduardo Lima / Walkabout – Todos os direitos reservados

BONITO POR NATUREZA

BONITO POR NATUREZA

De volta ao Vale do Côa, mas sem gravuras rupestres. Desta vez, quero mostrar um pouco da beleza do lugar. Começando pela foz do rio que lhe empresta o nome. O que se vê na imagem é o Côa desembocando no … Continuar lendo