MISTO DE LENDA E HEROÍSMO

Castelo de Guimarães, patrimônio mundial desde 2001 e eleito, em 2007, uma das sete maravilhas de Portugal. No website Visit Portugal, a gente lê assim sobre o monumento:

O Castelo de Guimarães, situado no Monte Largo – “alpis latitus”, no latim de documentos da época – evoca o misto de lenda e heroísmo que envolve o início da história de Portugal. Mumadona, condessa galega, mandou construir neste local, cerca do ano 968, um castelo onde a população se pudesse refugiar dos constantes assaltos de hordas de vikings, vindos dos mares do norte da Europa, e dos muçulmanos que acorriam dos territórios que ocupavam a sul.

Castelo de Guimarães

Quando o Conde Henrique recebeu de seu sogro, Afonso VI de Leão, o governo da província portucalense, mandou construir outra edificação mais ampla e sólida, que constituiu o início do importante conjunto defensivo que vemos hoje, dominado pela torre de menagem. Embora o facto não esteja documentado, é provável que o edifício que se encontra encostado à parte interna da muralha norte tenha sido a morada do Conde D. Henrique e local do nascimento de seu filho Afonso Henriques, primeiro rei de Portugal.

Castelo de Guimarães

Ao castelo, liga-se a história militar da fundação do reino nos diversos combates em que Afonso Henriques defrontou, em 1127, seu primo Afonso VII, rei de Leão. Liga-se também à abnegação de seu aio, Egas Moniz, que se ofereceu para fiador da palavra do infante quando este, vendo que não conseguia vencer o cerco de Afonso VII, prometeu constituir-se seu vassalo, tendo renegado a promessa ao sair-se vencedor.

Castelo de Guimarães

Até finais do século 14, no castelo de Guimarães protagonizaram-se heróicos combates para a defesa da integridade do jovem reino de Portugal, abalado por questões dinásticas com Castela que tornavam vulnerável a sua independência. Com o nascimento das novas armas de artilharia, o castelo de Guimarães, como tantos outros, conheceu o início do fim das suas glórias. Abandonado à incúria do tempo e dos homens, veio a ser cuidadosamente restaurado na sua original grandiosidade e beleza na primeira metade do século 20.

Castelo de Guimarães

Fotos: © Eduardo Lima / Walkabout

Anúncios

ELVAS

Forte da Graça antes da restauração

Foto: © Eduardo Lima / Walkabout

OUTROS TEMPOS DO FORTE DA GRAÇA

Treze fotos do Forte de Nossa Senhora da Graça, em Elvas, anteriores à sua restauração, ocorrida em 2015. Aproveito para reproduzir parte de uma reportagem assinada por Mariana Pereira e publicada pelo Diário de Notícias no dia 22 de novembro … Continuar lendo

“NOVINHO EM FOLHA”

O ano de 2018 começou muito bem para Évora, incluídos os turistas que a visitam. O Templo Romano, uma das atrações mais concorridas da cidade patrimônio mundial, está de volta, depois de passar meses envolto em andaimes por causa de … Continuar lendo

A PORTA FÉRREA DE COIMBRA

Esta galeria contém 5 imagens.

É por aqui que a gente entra, em grandessíssimo estilo, no Paço das Escolas, o lugar mais emblemático de Coimbra. Justamente por isso, trata-se de uma porta espetacular, carregada de símbolos que remetem à universidade. Mas tem um detalhe: as fotos … Continuar lendo

FORTE DA GRAÇA: MAIS DE 100 MIL VISITANTES

O Forte de Nossa Senhora da Graça, em Elvas, considerado a maior fortaleza abaluartada do mundo, já recebeu mais de 100 mil visitantes desde que foi concluída sua restauração, no fim de 2015. Numa reportagem publicada recentemente, o portal espanhol … Continuar lendo

ONDE NASCEU O PRIMEIRO REI

Ele é pequeno se comparado a outras fortalezas medievais que você provavelmente conhece. Mas sua relevância, pelo menos para os portugueses, é inversamente proporcional às suas dimensões. As muralhas do Castelo de Guimarães deram abrigo à corte de D. Afonso … Continuar lendo

UMA MISSA MUITO ESPECIAL

Já que tanto escrevi sobre a missa de reinauguração da Igreja de São Francisco nos dois posts anteriores, aqui vai um vídeo com os melhores momentos do culto, ocorrido no dia 4 de outubro do ano passado e celebrado arcebispo de Évora, D. José Alves. A missa foi belíssima, emocionante. E o vídeo demonstra como a igreja ficou linda depois de ser restaurada. Vale a pena conferir, são apenas 6 minutos e meio de duração.

QUASE COMO NOVA

Passados mais de 500 anos desde a conclusão da sua obra original, em 1510, a Igreja de São Francisco, em Évora, está praticamente como nova graças a uma minuciosa restauração. O trabalho, iniciado em junho de 2014 e terminado 15 … Continuar lendo

DEUS DEVE SER LUSO-BRASILEIRO

Dia 4 de outubro de 2015, reabertura da Igreja de São Francisco, em Évora, depois de 15 longos meses dedicados a um minucioso trabalho de restauração. Ocasião especialíssima, festejada pela população. Afinal, essa sempre foi a igreja mais integrada à … Continuar lendo