ENTRE AS MAIS BONITAS DA EUROPA

Esta semana, foi notícia em todo canto uma seleção feita pela CNN que aponta Monsaraz, no Alentejo, como uma das vilas em colina mais bonitas da Europa. Estive lá em 2015 e posso assegurar que os editores de turismo do … Continuar lendo

PRESS TRIP 2015 – DIA 26 – LISBOA

Sábado, 17 de outubro. Dia de fotografar o Mosteiro dos Jerónimos, declarado patrimônio mundial pela UNESCO em 1983. Em condições normais, eu estaria na frente do monumento às 7 horas da manhã, para fotografar sua fachada iluminada pelos primeiros raios … Continuar lendo

PRESS TRIP 2015 – DIA 1 – MADEIRA

Estou de volta ao Brasil. Depois de uma semaninha de descanso, retomo hoje a rotina de posts aqui no blog, dando início a uma reconstituição da presstrip Madeira/Alentejo 2015. Para quem não sabe, acabo de concluir uma viagem de um mês por Portugal, com apoio do Turismo da Madeira e do Turismo do Alentejo. Foi a quarta etapa de documentação fotográfica do projeto Portugal – Patrimônios da Humanidade. As fotos reunidas aqui são da minha primeira jornada de trabalho, dedicada à cidade do Funchal – minha base durante toda a semana que passei na Ilha da Madeira.

A cidade do Funchal despertando: uma das primeiras fotos clicadas na presstrip

A cidade do Funchal despertando

Era dia 22 de setembro. Logo cedo, às 7 da manhã, eu já estava com câmera e tripé montados na beira de uma estrada a poucos quilômetros da região central da cidade. Queria fotografar o Funchal despertando. Naquele ponto, fiquei até as 9h, talvez 9h15, de onde segui para o centro histórico. Tinha um encontro marcado com o pessoal do Turismo da Madeira às 12h. Antes disso, era minha intenção visitar a Sé (catedral) e ainda dar uma passeada pelo centro. Foram apenas duas horas de incursão à chamada Zona Velha. Pouco tempo, mas suficiente para perceber que aquele pedaço da cidade era muito mais fascinante do que eu imaginava.

Sé do Funchal: muito mais impactante por dentro do que por fora

Sé do Funchal

Zona Velha da cidade: uma região bem mais fascinante do que eu imaginava

Zona Velha

Depois do almoço, tornei a caminhar a esmo pela Zona Velha e decidi encerrar o dia no mesmo lugar onde eu o havia iniciado – torcendo dessa vez, é lógico, por um entardecer que rendesse belas imagens. Valeu a pena, como você mesmo pode ver na foto abaixo.

Noite caindo sobre o Funchal: jornada de trabalho iniciada e concluída no mesmo lugar

Noite caindo sobre a cidade

Ao voltar para o hotel, um três estrelas confortável e extremamente bem localizado, estava exausto, acusando os golpes da diferença de fuso horário (quatro horas mais tarde em relação ao Brasil). Larguei o equipamento fotográfico no quarto e saí para jantar levando apenas o iPhone no bolso. Acabei indo parar no Gavião Novo, um dos melhores restaurantes da ilha. Comi maravilhosamente bem. E voltei para casa feliz. A viagem prometia. Mas o melhor era que ela estava só começando.

© Fotos: Eduardo Lima / Walkabout – Todos os direitos reservados