UMA DAS MAIS BELAS IGREJAS DE ELVAS

Dando sequência ao post anterior, aqui vão mais três fotos da Igreja do Salvador, em Elvas, no Alto Alentejo. A primeira imagem desta sequência evidencia a posição privilegiada que ela ocupa na cidade. Sua fachada principal, flanqueada por duas torres … Continuar lendo

IGREJA DO SALVADOR

No mapa do pequeno centro histórico de Elvas, entregue a todo mundo que visita o centro de informações turísticas da cidade, estão marcadas nada menos que 15 monumentos religiosos, entre capelas, igrejas e conventos. Não conheci todos eles, mas quase. … Continuar lendo

HERÓI DA RESISTÊNCIA

Aqui vão mais duas fotos do Forte de Santa Luzia, em Elvas, integrante do conjunto de fortificações declarado patrimônio da humanidade pela UNESCO em 2012. Segundo os livros de história, esta fortaleza resistiu bravamente ao cerco inimigo durante a Guerra … Continuar lendo

ADEGA CARTUXA

Esta é a lendária Adega Cartuxa, localizada na Quinta de Valbom, uma das quatro vinícolas da Fundação Eugénio de Almeida. Escrevo “lendária” sem o menor receio de estar exagerando. Afinal, é daqui que saem as garrafas de Pêra-Manca, um dos vinhos mais … Continuar lendo

COLÉGIO DO ESPÍRITO SANTO

Caros leitores, permitam-me apresentar-lhes a segunda instituição acadêmica mais antiga de Portugal: a Universidade de Évora, fundada em 1559 a partir do antigo Colégio do Espírito Santo, cujo edifício é precisamente esse que aparece na imagem. Fiz questão de visitá-la … Continuar lendo

CONEXÃO DOURO-SP

Este é o Alto Douro Vinhateiro, um lugar bucólico, sossegado – patrimônio da humanidade desde 2001.

Coração do Alto Douro Vinhateiro: patrimônio mundial da Unesco desde 2001

Vale do Douro, norte de Portugal

E esta é São Paulo, uma megalópole, a maior cidade brasileira – terceira mais populosa do mundo, com 20 milhões de habitantes.

A cidade de São Paulo: maior do Brasil e terceira mais populosa do mundo, com 20 milhões de habitantes

São Paulo, Brasil

Qual relação poderia existir entre dois lugares tão nada a ver um com o outro? Várias. A começar pela mais óbvia: São Paulo foi fundada por um duriense, o padre Manuel da Nóbrega.

Nascido em Sanfins do Douro, no dia 18 de outubro de 1517, Nóbrega era filho de desembargador e sobrinho de chanceler-mor. Estudou nas universidades de Salamanca e Coimbra, bacharelando-se em direito canônico e filosofia. Aos 27 anos, resolveu seguir carreira religiosa. Já na condição de sacerdote, foi nomeado chefe da primeira missão jesuítica portuguesa à América. Liderou a catequização dos indígenas com determinação quase militar, um verdadeiro general a serviço da Companhia de Jesus. Fundou a vila de São Paulo em 1554. Antes, em 1549, já tinha ajudado a fundar Salvador. Depois, em 1565, participou também da fundação do Rio de Janeiro. “Foi o primeiro estadista luso-brasileiro, símbolo imortal do gênio missionário lusíada”, lê-se hoje no monumento erigido em sua homenagem na pacata Sanfins.

Aldeia de Tralhariz, Douro: perto daqui nasceu o fundador da megalópole paulistana

Aldeia de Tralhariz, Douro

© Fotos: Eduardo Lima / Walkabout – Todos os direitos reservados

Aqui, um pouco mais sobre a vida e a obra do padre Manuel da Nóbrega.