SANTA MARIA DE SALZEDAS

Passei pela vila de Salzedas em minha primeira visita à região do Douro, Norte de Portugal. Passagem rápida, no caminho entre Ucanha e Pinhão. Suficiente, apenas, para fazer um reconhecimento geral do vilarejo e visitar o Mosteiro de Santa Maria de Salzedas. Deveria ter ficado mais.

Mosteiro de Santa Maria de Salzedas

O website da Direção Regional de Cultura do Norte (DRCN) informa o seguinte sobre o mosteiro:

“Mosteiro masculino da Ordem de Cister, a sua construção iniciou-se em 1168. Com a sua fundação intimamente ligada à figura de Teresa Afonso, esposa de Egas Moniz, o complexo monástico foi largamente ampliado nos séculos 17 e 18, destacando-se um novo e monumental claustro no século 18, com traço do arquiteto maltês Carlos Gimach.

Mosteiro de Santa Maria de Salzedas

Contando no seu espólio com trabalhos de alguns dos maiores nomes da pintura em Portugal, como Vasco Fernandes (Grão Vasco), Bento Coelho da Silveira ou Pascoal Parente, com a extinção das ordens religiosas em Portugal em 1834, a igreja foi convertida em igreja paroquial, e parte das dependências monásticas, vendidas a privados. Classificado Monumento Nacional em 1997, em 2002, ao abrigo de protocolo com a Diocese de Lamego, o Estado Português iniciou o progressivo restauro dos edifícios e espólio.

Mosteiro de Santa Maria de Salzedas

A integração, em 2009, no Projeto Vale do Varosa, juntamente com mais dois monumentos (Mosteiro de São João de Tarouca e Convento de Santo António de Ferreirim), possibilitou a abertura do espaço ao público em outubro de 2011, espaço onde é ainda possível visitar o núcleo museológico e a exposição Fragmentos – Expressões da Arte Religiosa do Mosteiro de Santa Maria de Salzedas. O Mosteiro de Santa Maria de Salzedas, à semelhança do congénere de São João de Tarouca, é dos mais visitados da região do Douro e Varosa.

Fotos: © Eduardo Lima / Walkabout

Anúncios

GÊNESE DA MONARQUIA

Cinco fotos do Mosteiro de Alcobaça, todas inéditas aqui no blog. E um texto sobre ele disponível na plataforma educacional da RTP. Portugal ainda não era um reino, D. Afonso Henriques ainda não era rei, mas o jovem príncipe queria as duas … Continuar lendo

A CHAROLA DO CONVENTO

Oito fotos inéditas da Charola do Convento de Cristo, em Tomar, todas clicadas em 2014, durante minha segunda visita ao local. Na plataforma educacional da RTP, lê-se assim: “Datada do século 12, esta igreja redonda foi o primeiro oratório românico … Continuar lendo

O ÚLTIMO LAR DE PEDRO E INÊS

Lê-se assim sobre o Mosteiro de Alcobaça no website do Turismo do Centro de Portugal: “Numa região com vários monumentos classificados pela UNESCO como Património Mundial da Humanidade, o Mosteiro de Alcobaça tem um lugar de destaque, não só pela … Continuar lendo

SANTA CLARA-A-VELHA

Revisito neste post o Mosteiro de Santa Clara-a-Velha, em Coimbra, que não faz parte do conjunto declarado patrimônio mundial pela UNESCO, mas é um monumento fantástico – para mim, de visita mais que obrigatória. E começo peça reprodução de um painel … Continuar lendo

MUSEU DE ALBERTO SAMPAIO

Não há visita completa a Guimarães, na região Norte de Portugal, sem uma passada, ainda que rápida, pelo Museu de Alberto Sampaio. Ele ocupa alguns edifícios anexos à Igreja de Nossa Senhora da Oliveira, uma das principais atrações da cidade, … Continuar lendo

CENTRO HISTÓRICO DE TOMAR

Faz mais ou menos dois meses, saiu no portal português Sapo Viagens uma pequena reportagem sobre Tomar, na região Centro de Portugal. O texto faz referência à íntima ligação da cidade com a Ordem dos Templários. Mas destaca, também, que … Continuar lendo

ANOITECE EM BELÉM

Esse é o cair da noite sobre a Torre de Belém, em Lisboa, num domingo de outubro, 2015. As fotos foram todas clicadas mais ou menos entre as 17h30 e as 18h30. Um horário mágico para estar ali. O lugar … Continuar lendo