PADRÃO DOS DESCOBRIMENTOS

Quem circula entre a Torre de Belém e o Mosteiro dos Jerónimos, em Lisboa, necessariamente passa diante do Padrão dos Descobrimentos, um dos monumentos mais imponentes da cidade. Cartão-postal, lugar de visita obrigatória. Primeiro, pela real imponência do padrão. Ele … Continuar lendo

CAPITAL EUROPEIA DA CULTURA

A cidade de Évora, cujo centro histórico é patrimônio mundial, já oficializou sua candidatura a Capital Europeia da Cultura em 2027. E acredita ter boas chances de levar o título. “Não temos apenas o centro histórico, temos também a vivência … Continuar lendo

SAUDADE DO PORTO

Os leitores deste blog não fazem ideia de como sinto saudade do Porto. Quando estou na cidade, sinto-me feliz como em poucos outros lugares de Portugal – ou melhor, do mundo. Não sei explicar o porquê. Apenas sinto. Talvez seja … Continuar lendo

CAMPO MAIOR

Guardo as melhores lembranças dessa cidade, na qual me hospedei por quase uma semana em 2015. No website Visit Portugal, lê-se assim sobre ela: “Como tantas outras, Campo Maior é uma serena e tranquila vila do sul de Portugal, muito … Continuar lendo

PRIMEIRA LINHA DE DEFESA

Cinco fotos do Forte de Santa Luzia, em Elvas, que permaneciam inéditas aqui no blog. E trechos de um texto excelente publicado no website Portugal de Lés a Lés. O Forte de Santa Luzia é contemporâneo da fortaleza abaluartada da cidade … Continuar lendo

NOSSA SENHORA DA CONSOLAÇÃO

Guimarães em dia de nevoeiro, linda como ela só. O nome completo da igreja da foto é Nossa Senhora da Consolação e Santos Passos. Ou, se preferir, Igreja de São Gualter, padroeiro da cidade. Ela fica fora da área declarada … Continuar lendo

BELÉM HÁ QUASE UMA DÉCADA

Manhã de uma sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009. Era minha primeira visita a Portugal e eu estava diante de um dos grandes – talvez o maior – símbolo do país: a Torre de Belém, em Lisboa. Repare como há … Continuar lendo

PASSEAR POR AVEIRO

Uma galeria de fotos clicadas por mim em Aveiro no ano de 2014 (quando estive na cidade a convite do Turismo do Centro de Portugal), mas que permaneciam inéditas aqui no blog. Aveiro é uma cidade ímpar, completamente diferente de … Continuar lendo

CONEXÃO DOURO-SP

Este é o Alto Douro Vinhateiro, um lugar bucólico, sossegado – patrimônio da humanidade desde 2001.

Coração do Alto Douro Vinhateiro: patrimônio mundial da Unesco desde 2001

Vale do Douro, norte de Portugal

E esta é São Paulo, uma megalópole, a maior cidade brasileira – terceira mais populosa do mundo, com 20 milhões de habitantes.

A cidade de São Paulo: maior do Brasil e terceira mais populosa do mundo, com 20 milhões de habitantes

São Paulo, Brasil

Qual relação poderia existir entre dois lugares tão nada a ver um com o outro? Várias. A começar pela mais óbvia: São Paulo foi fundada por um duriense, o padre Manuel da Nóbrega.

Nascido em Sanfins do Douro, no dia 18 de outubro de 1517, Nóbrega era filho de desembargador e sobrinho de chanceler-mor. Estudou nas universidades de Salamanca e Coimbra, bacharelando-se em direito canônico e filosofia. Aos 27 anos, resolveu seguir carreira religiosa. Já na condição de sacerdote, foi nomeado chefe da primeira missão jesuítica portuguesa à América. Liderou a catequização dos indígenas com determinação quase militar, um verdadeiro general a serviço da Companhia de Jesus. Fundou a vila de São Paulo em 1554. Antes, em 1549, já tinha ajudado a fundar Salvador. Depois, em 1565, participou também da fundação do Rio de Janeiro. “Foi o primeiro estadista luso-brasileiro, símbolo imortal do gênio missionário lusíada”, lê-se hoje no monumento erigido em sua homenagem na pacata Sanfins.

Aldeia de Tralhariz, Douro: perto daqui nasceu o fundador da megalópole paulistana

Aldeia de Tralhariz, Douro

© Fotos: Eduardo Lima / Walkabout – Todos os direitos reservados

Aqui, um pouco mais sobre a vida e a obra do padre Manuel da Nóbrega.