O “Lado B” dos Lugares Património Mundial do Centro de Portugal

A referência a um “Lado B” remete-nos sempre para o “não comercial”, para o “alternativo”, para a “diversidade”, a “espontaneidade”, o “lado oposto”. Há um “Lado B” em quase tudo e, por ser inesperado, desconhecido, inusitado, torna-se também inspirador, contextualizador, e também ele muito belo.

O Centro de Portugal, maior e mais diversa região turística nacional, é o centro de um país verdadeiramente excecional. Um Centro que tem não um, nem dois, nem tão pouco três, mas sim quatro fabulosos Lugares Património da Humanidade. Alcobaça, Batalha, Coimbra e Tomar surgem inevitavelmente ligadas pela proximidade, mas também pela centralidade que se quer ampliada por uma rede de monumentos, de memórias e de histórias. E de pessoas, claro. Essas, que mantêm vivas as tradições locais, que contam e recontam as estórias e as lendas que fazem do Mosteiro de Alcobaça, da Universidade de Coimbra, Alta e Sofia, do Mosteiro da Batalha e do Convento de Cristo em Tomar, destinos ainda mais mágicos. Poderá conhecê-los a todos, com mais detalhe, no website Património Mundial do Centro.

https://turismodocentro.pt/artigo/o-lado-b-dos-lugares-patrimonio-mundial-do-centro-de-portugal/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s