DEUS DEVE SER LUSO-BRASILEIRO

Dia 4 de outubro de 2015, reabertura da Igreja de São Francisco, em Évora, depois de 15 longos meses dedicados a um minucioso trabalho de restauração. Ocasião especialíssima, festejada pela população. Afinal, essa sempre foi a igreja mais integrada à vida dos eborenses. Considero-me um sujeito de muita sorte por ter assistido à missa que celebrou sua requalificação. Primeiro, porque não devem ter passado de mil as pessoas que testemunharam o culto, presidido por D. José Alves, arcebispo de Évora. Depois, porque foi tudo uma imensa – e feliz – coincidência. Quando cheguei à cidade, depois de quase 10 dias fotografando a Ilha da Madeira, eu nem sabia que o templo estava fechado para reformas. Se Deus existe, é bem capaz de ser luso-brasileiro e acompanhar o meu trabalho.

Missa de reabertura da Igreja de São Francisca, celebrada no dia 4 de outubro de 2015 pelo arcebispo de Évora

Missa de reabertura da Igreja de São Francisco, em Évora

A Igreja de São Francisco é uma preciosidade gótico-manuelina, construída entre os anos de 1480 e 1510 pelos mestres de pedraria Martim Lourenço e Pero de Trilho. Está intimamente ligada aos acontecimentos que marcaram a expansão marítima de Portugal – entre eles, o descobrimento do Brasil, em 1500. No próximo post, publicarei mais algumas fotos do templo e aproveitarei para contar um pouco da sua história. Não perca!

© Foto: Eduardo Lima / Walkabout – Todos os direitos reservados

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s