A GUARDIÃ DO TEJO

Fim de tarde em Lisboa com céu aberto e um ameaço de pôr do sol. Olhando a foto, nem parece que aquele tinha sido um dia tristemente chuvoso, bem pouco promissor. Mas eu sabia que a chuvarada de horas antes deixaria poças d´água no entorno da Torre de Belém. Com alguma sorte, elas funcionariam como espelhos e renderiam imagens bacanas, ainda que sol resolvesse não dar as caras. Segui para lá por volta das 17h, a pé, carregando nas costas uns cinco quilos de equipamento e algumas toneladas de expectativa. Afinal, havia anos, desde a minha primeira visita a Portugal, em 2009, que eu perseguia fotos assim, com a torre refletida no chão. O horizonte carregado de nuvens frustrou minha esperança de registrar a cena com o céu tingido de vermelho. Mas tudo bem. Voltei para o hotel, ali pelas 20h, bem satisfeito com o resultado.

post-23-02-16

Torre de Belém, uma das jóias arquitetônicas do reinado de D. Manuel I

Para não deixar de entregar ao leitor um pouco da história desse fascinante monumento, reproduzo a seguir um texto disponível no website oficial da Torre de Belém.

“Construída estrategicamente na margem norte do Rio Tejo, entre 1514 e 1520, para defesa da barra de Lisboa, é uma das jóias da arquitectura do reinado de D. Manuel I. No conjunto arquitectónico podemos separar dois corpos distintos, modelos da arquitectura militar: a torre de menagem medieval e o baluarte moderno que, com dois níveis para disparo de artilharia, permitia um tiro de maior alcance, rasante e em ricochete sobre a água.

A Torre de Belém é um referente cultural, um símbolo da especificidade do país que passa pelo diálogo privilegiado com outras culturas e civilizações. Guardiã da nossa individualidade e universalidade, viu este estatuto confirmado quando, em 1983, foi classificada pela UNESCO como Património Cultural da Humanidade.”

© Foto: Eduardo Lima / Walkabout – Todos os direitos reservados


TORRE DE BELÉM

 Horários

  • Outubro a Abril: das 10h às 17h30 (última entrada às 17h)
  • Maio a Setembro: das 10h às 18h30 (última entrada às 17h)

Fechado: segundas-feiras e nos dias 1º de daneiro, Domingo de Páscoa, 1º de maio, 13 de junho e 25 de dezembro

Bilhetes

  • Individual: 6 €
  • Mosteiro dos Jerónimos + Torre de Belém: 12 €
Anúncios

3 pensamentos sobre “A GUARDIÃ DO TEJO

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s