PRESS TRIP 2015 – DIA 10 – ALENTEJO

Évora. Quinta-feira, dia 1º de outubro. Dessa vez, acordei bem cedo, por volta das 5h30. Tomei banho, um café da manhã improvisado no quarto e fui pra rua, clicar pelo menos algumas das fotos marcadas no dia anterior. Às 6h30, eu já estava no Largo da Porta de Moura novamente. Quando os primeiros raios do sol alcançaram a catedral, por volta das 7h30, fiz uma série de disparos. A foto abaixo é um deles.

Os primeiros raios de sol iluminando a Sé Catedral de Évora e o Largo da Porta de Moura

Os primeiros raios de sol iluminando a Sé de Évora e o Largo da Porta de Moura

Antes que a manhã avançasse demais e a luz começasse a endurecer, decidi visitar as torres da Sé. Assim que os portões da catedral foram abertos, às 9h, comprei meu bilhete e corri para o claustro. Queria fotografá-lo só, sem ninguém aparecendo nos quadros. Durante 10 minutos, cliquei feito um desesperado. E voei para as torres em seguida – afinal, era minha intenção estar sozinho lá em cima também, ainda que fosse pelos mesmos 10 minutinhos. Deu certo.

O telhado, ou melhor,o espaço conhecido como Torres da Catedral

O telhado, ou melhor,o espaço conhecido como Torres da Catedral

Ao descer do telhado (quero dizer, das torres), tirei o pé do acelerador. Voltei ao claustro, explorei com calma as naves e a capela-mor, passei pelo coro alto… Enfim, fiz uma visita completa, sem a menor pressa. Só saí da catedral por volta de meio-dia e meia, quando resolvi almoçar. Comi, dormi 15 minutos em um banco de praça e voltei para a Sé. A ideia era fotografá-la inteirinha novamente – dessa vez, com a luz da tarde. Às 17h, quando os portões da igreja já estavam sendo fechados, um funcionário teve de ir me buscar lá nas torres. A luz estava ótima. E eu, hipnotizado por ela, tinha me esquecido completamente do relógio. No caminho para a saída, ainda consegui convencer o rapaz que me escoltava a esperar mais um pouquinho, para 3 ou 4 derradeiras fotos no claustro.

A capela-mor iluminada pelo sol do meio-dia que atravessava os vitrais

A capela-mor iluminada pelo sol do meio-dia que atravessava os vitrais

post-20-11-15 (04)

Claustro, um lugar quase impossível de ser fotografado assim, sem ninguém

Do lado de fora da catedral, o sol ainda ia alto, iluminando a maior parte da sua fachada. Sentei diante dela, tomei um gole de água, acendi um cigarro e fiquei ali uma hora, talvez mais, observando a admiração estampada no rosto de cada turista que ia chegando. A Sé de Évora impressiona mesmo. Voltarei a escrever sobre ela, muitas e muitas vezes.

A fachada da Sé, uma catedral que impressiona mesmo quando vista só de fora

A fachada da Sé, catedral que impressiona mesmo quando vista só de fora

© Fotos: Eduardo Lima / Walkabout – Todos os direitos reservados

Anúncios

3 pensamentos sobre “PRESS TRIP 2015 – DIA 10 – ALENTEJO

  1. Nasci em Évora e moro no Brasil há 60 anos. Sou da família dos Carvalheiras. Saí de lá com 12 anos. Estive uns dias aí, agora em Setembro. Se eu for de novo, posso visitar a sua escola ou talvez até agendar alguma aula? Gosto de cozinhar e faço uma ou outra receita portuguesa para a família ( 43 pessoas ) e gostam muito.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s