VINHO DOCE

Taí o armazém de estágio e envelhecimento da Adega de Favaios. Desses barris e tonéis saem vinhos preciosos, como os reserva – colheitas 1975, 1980 e 1989. Mas saem também moscatéis um pouquinho menos sofisticados (ou seja, mais baratos) e excepcionais do mesmo jeito – entre eles, o 10 anos que eu comprei no mercadinho do seu Joaquim. Delicioso. O pessoal da adega recomenda que ele seja bebido ligeiramente fresco, a 12 ou 13 graus, e que acompanhe a sobremesa. Minha sugestão: moscatel com leite creme, um dos doces mais simples e gostosos da culinária portuguesa.

Armazém de estágio e envelhecimento da Adega de Favios

Armazém de estágio e envelhecimento da Adega Cooperativa de Favaios

A garrafa de moscatel que eu comprei no mercadinho do seu Joaquim

A garrafa comprada no mercadinho do seu Joaquim

© Fotos: Eduardo Lima / Walkabout – Todos os direitos reservados

Anúncios

Um pensamento sobre “VINHO DOCE

  1. Pingback: PRESS TRIP 2015 – DIA 3 – MADEIRA | Portugal - Patrimônios da Humanidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s