SOCALCOS

Olha aí um exemplo da “partitura de socalcos” citada no post anterior. Essas são encostas da margem esquerda do Douro, entre as vilas de São João da Pesqueira e Pinhão. Observe como o solo parece rochoso. Seu principal componente é o xisto, uma rocha meio “mole”, que dá origem a um substrato de drenagem praticamente livre. Isso obriga a videira a criar raízes profundas para resistir à parca umidade e à escassez de chuvas. No caso das vinhas velhas, com 70 anos de idade ou mais, elas podem chegar a 25 metros de profundidade. Essas características, somadas ao relevo acidentado, aos verões escaldantes e aos inversos rigorosos, são determinantes. É delas que nasce toda a singularidade dos vinhos do Douro.

Encostas da margem esquerda do Douro, entre São João da Pesqueira e Pinhão

Douro, entre São João da Pesqueira e Pinhão

© Foto: Eduardo Lima / Walkabout – Todos os direitos reservados

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s